06/11/2011

Diário

Punição tira vitória de Thiago Camilo

Nova Santa Rita (RS), 6 de novembro – Um incidente com Cacá Bueno, que conquistou hoje seu quarto título na Stock Car, custou a Thiago Camilo uma excelente chance de vitória na última corrida da temporada 2011. O piloto da Ipiranga RCM largou em sexto e ganhou duas posições, ficando uma à frente de Cacá, que largou na pole position. Na quarta volta Camilo ultrapassou Átila Abreu e assumiu o terceiro posto. Na oitava, passou Allam Khodair e tinha só Marcos Gomes na sua frente, mas logo em seguida foi ultrapassado por Cacá Bueno, que passou três carros em uma só manobra e não controlou o carro, cortando caminho no S e assumindo uma posição que normalmente teria que devolver. Cacá Bueno admitiu que errou a freada na manobra.

Ainda nesta mesma volta a equipe Ipiranga RCM chamou Camilo para o pit stop. “O Cacá passou reto porque não dava para fazer aquela manobra e manter o traçado. O normal seria ele devolver a posição. Quando passamos em frente ao box, a equipe estava me chamando ele estava mais lento, bloqueando minha entrada. Tive que cortá-lo para entrar no pit e acabei tocando no bico do carro dele, sem nenhuma intenção, e fui imediatamente punido com drive through. Isso estragou uma corrida onde eu certamente brigaria pela vitória”, disse Camilo, que voltou do pit stop na frente de Marcos Gomes e seria o líder da corrida se não tivesse que cumprir punição. Marquinhos liderou até a última volta, quando bateu em Cacá Bueno – que também se envolvera em outro toque, este com Tuka Rocha – e acabou deixando a vitória para Daniel Serra, com Popó Bueno em segundo e David Muffato em terceiro lugar.

Ainda na última volta um multiacidente envolvendo seis carros que passaram numa poça de óleo resultante da batida entre Bueno e Gomes beneficiou Thiago Camilo, que depois do drive through voltou à pista em 24º lugar e veio ganhando posições, mas não pontuaria. Com o acidente, o piloto da Ipiranga RCM cruzou a linha de chegada em 9º lugar e ganhou seus primeiros pontos na Super Final.

Crédito: Carsten Horst