06/06/2016

Diário

Boa estratégia salva o domingo de Galid Osman. Thiago Camilo leva batida quando disputava vitória.

Santa Cruz do Sul (RS), 5 de junho – A quarta etapa da temporada 2016 da Stock Car foi de muita ação e poucos pontos para a Ipiranga RCM. Galid Osman, que largaria da 22ª posição e resolveu partir do box, economizando o combustível das voltas de apresentação e torcendo para uma entrada do carro de segurança para completar as duas corridas do dia – o que efetivamente aconteceu –, conseguiu marcar 17 pontos: sete pelo 17º lugar na primeira corrida e dez pelo quinto lugar na segunda.

“Depois de uma classificação muito ruim, adotamos uma estratégia arriscada, que deu muito certo. Na largada da segunda corrida eu levei uma pancada forte do Rubinho (Barrichello) que deixou meu carro totalmente desalinhado. Poderia ter até ter subido ao pódio se isso não acontecesse. No fim das contas, somar 17 pontos foi bem positivo”, disse o piloto do Chevrolet número 28 da Ipiranga RCM.

Já Thiago Camilo, que largou em quinto, bateu portas com Max Wilson logo na primeira curva, chegou a botar duas rodas na grama, mas manteve a posição. Na 14ª volta, voltou a ter uma disputa acirrada, desta vez com Marcos Gomes, e a direção de prova resolveu dar um drive through para o piloto da Ipiranga RCM. Camilo cumpriu a punição, voltou à pista em 21º, parou nos pits na volta seguinte para reabastecer e trocar um pneu, e ainda assim conseguiu chegar em 19º lugar, marcando três pontos.

Na segunda corrida, Camilo largou em 19º, mas sabia que muitos pilotos à sua frente teriam que parar para reabastecer – 17 não haviam botado combustível na primeira prova e provavelmente não chegariam ao fim. Na 15ª de 22 voltas, o piloto do Chevrolet Cruze número 21 estava em quarto, sendo que os três pilotos à sua frente teriam que reabastecer. Durante uma disputa com Rubens Barrichello, Valdeno Brito apareceu com muita ação e bateu no carro de Camilo, que rodou e teve a roda quebrada. Fim de um domingo que poderia ser de vitória, mesmo depois de um drive through.

“Não posso concordar com os comissários de jeito nenhum. Estava defendendo minha posição nos dois toques da primeira corrida, levei uma advertência depois um drive through. E na segunda corrida, quando eu estava a um passo de assumir a liderança, levei uma pancada que quebrou minha roda, perdi um pódio certo e nada aconteceu ao piloto que bateu”.

Bia Figueiredo, da Conect Car/CBS, ficou sem freios na penúltima volta da segunda corrida, quando brigava por um lugar nos top 5. Bateu forte, mas nada sofreu. Felipe Fraga e Max Wilson venceram as corridas de Santa Cruz do Sul. A próxima etapa da Stock Car acontece dia 26 de junho em Tarumã (RS).

O campeonato
1 – Felipe Fraga – 86 pontos
15 – Galid Osman – 42 pontos
19 – Thiago Camilo – 31 pontos
25 – Bia Figueiredo – 13 pontos