05/05/2013

Diário

Bia Figueiredo começa bem, mas abandona por superaquecimento

São Paulo, 5 de maio - A São Paulo Indy 300 durou apenas cinco voltas para Bia Figueiredo. Um problema no escapamento do Dallara Honda número 18, que corre com as cores da Ipiranga, provocou superaquecimento e quebra do câmbio, frustrando a piloto e a torcida que lotou as arquibancadas do sambódromo paulistano e a apoiava em peso.

Bia largou em 16º e concluiu a primeira volta em 15º, depois de ultrapassar Ed Carpenter. Na quinta volta, ela não conseguia mais trocar as marchas, o carro foi ficando lento e parou, tendo que ser recocado para os pits. “É muito frustrante ter um problema como esse justamente na corrida do Brasil, onde eu estava indo bem e tinha boas chances de cumprir o objetivo de chegar entre os dez primeiros. Fiz uma largada boa, sem forçar, mas mesmo assim consegui ganhar uma posição, estava indo no ritmo dos carros à frente, esperando para usar o botão de ultrapassagem mais para o fim da corrida, com os pneus vermelhos (mais macios e rápidos)”, disse a piloto paulistana de 28 anos.

O domingo começou com um bom warm up, onde Bia fez o décimo tempo usando os pneus macios pela primeira vez, já que ontem (sábado), na classificação, não teve essa oportunidade em razão de um acidente com James Jakes que fez a sessão terminar sob bandeira vermelha. O carro de Bia, no entanto, teve um problema elétrico e depois de uma troca de alternador foi o último dos 25 a chegar no grid. O problema nada teve a ver com o superaquecimento que tirou a piloto da Ipiranga da prova. Bia fica no Brasil até quarta-feira, quando embarca para os EUA, onde acontece, já no dia 11 (sábado), o primeiro treino para as 500 Milhas de Indianápolis.

foto: Carsten Horst